Conheça o coworking, modelo de trabalho que facilita a vida profissional

Você está cansada de trabalhar em home office e não tem condições de alugar um espaço próprio para o seu novo negócio? Já pensou em trabalhar em um modelo de escritório compartilhado?

Coworking é um conceito de trabalho surgido nos Estados Unidos que tomou forma mesmo em 2005. Chegou ao Brasil há aproximadamente 5 anos, mas foi de uns 2 anos para cá que o mercado começou a respeitá-lo de verdade. O DaquiDali conversou com Tâmara Ferri Juliani, da Link2u Coworking, em São Paulo ela contam qual o contexto atual desse novo mecanismo de trabalho.

Network, interação com diversas pessoas que em um futuro próximo podem virar clientes ou sócios entre si e economia em aluguel são só algumas das muitas vantagens. “Não é um processo burocrático, os contratos de aluguel não precisam ser extensos”, diz Tâmara. “Quando toca o telefone, podemos atender com o nome da empresa do cliente se ele preferir”, afirma Bruna.

Mas, nem tudo são flores. Apesar de o mercado ter recebido esse modelo de escritório compartilhado de braços abertos, há algumas desvantagens. Para Bruna, o modelo pode não ser interessante para uma empresa que já tenha quatro ou mais funcionários, pois somando o valor individual, existe a possível condição de pagarem o aluguel de uma sala própria. E se a pessoa tiver dificuldade de concentração, é importante que ela saiba que é um ambiente movimentado. O bom senso é indispensável. “Às vezes há o inconveniente de alguém que fale muito alto e isso pode incomodar os demais”, diz Tâmara, que aconselha uma conversa com a pessoa em uma sala reservada.

Dar vida a um projeto tão novo foi uma ideia ousada, mas ambas tiveram um feedback positivo em pouco tempo. “Queria ter uma empresa própria. Em 2010 li uma matéria em uma revista nacional sobre coworking e fui pesquisar a respeito. Após estudar muito o conceito, vi que se eu oferecesse algo além do coworking, como os serviços operacionais, eu facilitaria ainda mais a vida do empresário. Em 2010, montei a primeira unidade em Belo Horizonte e 2 anos depois criei a filial de São Paulo”, conta Bruna. Para Tâmara, a resposta foi mais rápida ainda: “Meu sócio sempre viajou muito e em uma das viagens para Londres ele conheceu o conceito de coworking. Em uma outra viagem para os EUA ele teve contato mais uma vez com o conceito e desde então, começou a estudar a possibilidade de trazer para o Brasil. Abrimos nossa primeira unidade e após 8 meses já abrimos a segunda”.

São muitos os profissionais que procuram o modelo coworking, entre eles, jovens empreendedores sem capital para investir em um escritório próprio, advogados, engenheiros, programadores, profissionais de moda, comunicação, etc. O valor do plano máximo, que dá direito a benefícios como uso das salas de reunião e linha exclusiva de telefone, custa em torno de R$ 800.

Envie suas dúvidas!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s